Espelho da Vida: Isabel ouve Alain falando que está balançado por ela e vibra

Espelho da Vida: Isabel ouve Alain falando que está balançado por ela e vibra

A vilã o traiu no passado e, agora, até está, discretamente, querendo reatar com ele.

Espelho da Vida: Isabel ouve Alain falando que está balançado por ela e vibra
A vilã o traiu no passado e, agora, até está, discretamente, querendo reatar com ele.
Novelas

Priscilla Rodighiero Publicou - sex 12, outubro de 2018 às 12h10

Por Priscilla Rodighiero sex 12, outubro de 2018 - 12h10
Novelas
Espelho da Vida: Isabel ouve Alain falando que está balançado por ela e vibra

Em Espelho da Vida, na Globo, Alain (João Vicente de Castro) voltou para Rosa Branca, depois de 10 anos. Agora, ele está tendo que enfrentar o seu grande problema com Isabel (Alinne Moraes). A vilã o traiu no passado e, agora, até está, discretamente, querendo reatar com ele. O galã, claro, está ficando balançado, mesmo apaixonado por Cris (Vitória Strada). Confira.

“É uma droga… de repente tenho pensado muito em tudo que aconteceu… Você sempre foi um amigão, conhece a minha história. Sei que posso confiar totalmente em você”, falará Alain. “Claro… claro que sim”, dirá Marcelo. “Eu sabia que a Isabel ia fazer tudo pra ficar por perto, entrar de novo na minha vida. Não deu outra. A criatura é ardilosa. Vocês ainda têm contato?”.

Loading...

“É… a gente se topa por aí… ela e a Lenita continuam amigas… não tem muito jeito”. “Você acredita na “evolução” dela, como tanta gente nesta cidade? Acredita que ela mudou, Marcelo? Que se arrependeu do que fez… do modo como fez…?”. “Nem sei o que te dizer… mas acredito que sim”.

“Não suporto a presença dela. Sinto um desconforto… físico. Ao mesmo tempo… hoje eu pensei nela de uma forma que… não pensei que pudesse mais acontecer. Eu amo a Cris… amo muito, quero viver com ela até o fim da minha vida. Que espécie de poder tem essa criatura do inferno pra me deixar balançado?!”.

Ainda nesta cena de Espelho da Vida

Neste momento, Marcelo se sentirá culpado por ter Isabel ali escondida. A vilã, no entanto, se mostrará delirante, vibrante ao ouvir isso. “Caramba, fala alguma coisa. Me dá um soco, sei lá!”, pedirá Alain. “Eu… cara, eu não imaginava que isso ainda pudesse acontecer com você. Se bem que… sua fixação em evitar a Isabel… não deixa de ser uma bandeira”.

“Tou brigado com a Cris… besteira minha… ela mentiu pra mim. Nada tão importante, mas não suporto que mintam, que me escondam as coisas. Talvez precise mesmo de terapia”. “Eu passei por um processo desses.. .ajuda pra caramba”. “Ajuda a recuperar a confiança nas pessoas? A traição da Isabel… como é que em nenhum momento ela deixou escapar que ela e o Felipe tavam juntos?! Como pode ser tão falsa? Tenho horror a essa mulher. 

Isabel dará uma risada silenciosa. “Alain… é incrível … depois de dez anos você ainda sente isso… tão forte!”. “Acabei de vir do lugar do acidente naquela estrada… onde eu quase matei o Felipe. Muito ruim tudo aquilo”. “Você não matou o Felipe, Alain”. “Naquela hora não. Ninguém podia adivinhar que ele tinha um aneurisma… que depois se rompeu… e pode ter sido por causa da surra que dei nele”.

Marcelo argumenta com Alain

“Você não teve culpa da morte do Felipe. Ele morreu dias depois, de repente! Para de se julgar dessa maneira”. “Não consigo. Volta e meia penso nisso”. “A Isabel também se sentiu culpada, sabia disso? Entrou numa depressão grande, esse lado você nunca quis saber. E não pôde contar com a mãe dela. A dona Edméia deixou a Isabel sozinha, viúva, com um bebê e foi pra India, fazer um retiro, sei lá. E nunca mais voltou a Rosa Branca. Parece que deu uma pirada”.

“Não me interessa o que aconteceu com a Isabel, Marcelo. Tudo que ela sofreu foi merecido. Não tenta justificar nada, amigo”. “Tou mostrando que foi uma tragédia pra outras pessoas também. Meu casamento com a Lenita acabou logo depois, a Pat era uma criança…”. “Não posso dizer que sinto, desculpa. A Lenita ajudou a Isabel a me enganar, a te enganar também. Sinto pela Pat que perdeu a chance de crescer perto de um pai legal”.

“Adoro a minha filha, Alain. Lamento cada dia que tenho que passar longe dela. A influência da mãe não é legal… mas… não tem outro jeito. Vou assistir ao teste que ela vai fazer pro seu elenco. Se importa da gente continuar depois? Já deve ter começado”.

“Claro, vamos juntos. Nem preciso dizer que tudo isso fica entre a gente, né? Desculpa por despejar meus traumas. Você é um amigão”. “Alain… o que você quiser falar comigo… tamos aí”. “Gostei…se ficar sério me apresenta a moça… tem que passar por meu crivo, você sabe”, concluirá Alain.

Fonte: Observatório da Televisão 

Loading...